sábado, 31 de janeiro de 2015

É Para Isso Que Servem Os Amigos - Por Laura Dorigo

Freddie perdeu seu pai quando tinha 2 anos e, desde pequeno, sempre estava em constante mudança. Então Freddie nunca se acostumava com os lugares e nem tinha amigos. Tudo isso acontecia porque  sua mãe, dona Susan, era bailarina e precisava se apresentar em vários lugares. Porém as mudança pararam quando sua mãe se apaixonou por um marinheiro e eles acabaram indo morar a beira-mar em uma praia meio deserta.
A Sra. Susan nunca desistiu de dançar, então montou uma escola de dança na casa em que eles moravam, então Freddie passava a maior parte do seu dia fora de casa, andando pela praia.
Num dia, andando pela praia Freddie encontrou uma cabana abandonada que ele acho um bom lugar para ficar enquanto sua mãe dava suas aulas de dança.
Dias depois um garoto chamado Bruce encontrou a cabana de Freddie e eles acabaram virando grandes amigos. Freddie e Bruce ficavam na cabana ou explorando a praia enquanto Sra. Susan dava suas aulas de dança. Todos os dias eles se imaginavam viajando pelo mundo, então eles decidiram começar a guardar dinheiro para um dia eles realizarem esse sonho.
Cada um guardava seu dinheiro em uma caixa para um dia eles juntar todo o dinheiro e partir.
Vários anos se passaram, mas Freddie e Bruce sempre continuaram bons amigos e faltava muito pouco para eles realizarem o sonho de viajar pelo mundo, quando Bruce ficou doente e foi levado as pressas para o hospital, sendo diagnosticado com um câncer cerebral, Freddie ficou muito preocupado com Bruce. Mas apesar da gravidade de sua doença Bruce ficou tranquilo e perguntou para a medica se podia realizar o seu sonho de viajar o mundo, então a medica disse que o mundo todo não daria, mas alguns lugares talvez.
Então, mais que depressa, Bruce quis sair do hospital e comprar as passagens para ele e para o Freddie e também para sua mãe, Amelia, que precisou ir junto para se algo errado acontecesse. Eles escolheram viajar para Cancún, México.
E assim partiram, se divertiram muito, tiraram fotos e tudo mais. Porém, quando estavam para embarcar no avião para retornar para casa, Bruce deu uma recaída em sua doença e teve de ser levado novamente para o hospital, enquanto Bruce foi para o quarto, Freddie foi buscar algo para ele e para a Sra. Amelia comer, mas quando ele voltou, já era tarde demais.
Bruce já havia partido, mas antes de partir, Sra. Amelia, disse que Bruce deixara uma carta para Freddie.
Assim, Freddie pegou a carta e começou a ler:

"Caro Freddie,
Obrigado por fazer parte da minha vida e por fazer dos últimos dias dela os melhores possíveis!

Valeu mesmo, parceiro!
Bruce Weardy."

E com uma lagrimas nos olhos Freddie fechou a carta e apenas murmurou "Denada, é para isso que servem os amigos".


Eu Me Chamo Antônio - Pedro Antônio | Resenha/Opinião

Oi gente, aqui estou eu com mais uma resenha! E a de hoje é do livro "Eu me chamo Antônio" do autor Pedro Gabriel.
Esse livro é um pouco diferente, ele não contem uma historia especifica, mas contem varias frases que o autor escrevia e ilustrava em guardanapos. São infinitos tipos de frases.
E eu deixei algumas aqui embaixo!
Recentemente saiu o "Segundo Eu Me Chamo Antônio" que eu ainda não tenho, mas estou ansiosa para comprar e ler as maravilhosas frases do Antônio.
Super recomendo esse livro! E essa a dica de hoje. Boa leitura!

Beijos da Laura!





Créditos: www.adoroetc.com.br



terça-feira, 27 de janeiro de 2015

A Culpa é das Estrelas - John Green | Resenha/Opinião

Oi pessoinhas, tudo bem com vocês? Espero que esteja! A resenha de hoje é de um livro muito lindo: "A Culpa é das Estrelas" do autor João Verde.
O livro conta a historia de Hazel Grace e Augustus Waters, dois pacientes terminais de câncer. Que vivem uma linda historia juntos, em uma viagem para Amsterdã para conhecer o autor Peter Van Houten escritor do livro favorito da Hazel "Uma Inflação Imperial". E meio que a historia toda gira em torno desse livro.
É uma historia muito bonita e emocionante, vale muito a pena ler e assistir também o filme baseado no livro, indico para jovens e adultos. Recomendo super para quem gosta de romance, superação e historias tristes.
Bom essa é a dica de hoje. Boa leitura e até a próxima!

 Beijos da Laura!



(Credito na imagem)

sábado, 24 de janeiro de 2015

As Aventuras do Caça-Feitiço - Joseph Delaney | Resenha/Opinião

Oi oi gente, estou aqui nesse sábado de céu bonito pra mais uma resenha (empolgação total haha), a resenha de hoje é sobre a serie "As Aventuras do Caça-Feitiço".
A serie conta a historia de Tom Ward, aprendiz do caça-feitiço John Gregory, ou seja, ambos caçam as coisas das trevas com feiticeiras, ogros, bruxas e o próprio maligno. E esses livros são tipo os diários do Tom onde ele relata todas as aventuras do seu o oficio.
Essa serie é muito boa e com certeza se me perguntassem qual é a minha serie favorita eu responderia As Aventuras do Caça-Feitiço sem duvida. Bom, a serie é boa pelo fato de que o autor, Joseph, nunca deixa a historia ficar entediante, sempre com viradas surpreendentes e super batalhas que deixam a historia mais boa.
Atualmente são 8 livros traduzidos para o português e 13 livros em inglês (esperando ansiosa o resto da serie traduzida *-* ) e eu andei pesquisando e segundo um site de filmes, será lançado dia 19 de março deste ano o filme "O Sétimo Filho" que é baseado na serie do Joseph (também mega ansiosa).
Então eu super indico essa serie para crianças acima de 10 anos, jovens, adultos e até idoso que gostem de uma boa aventura ou de livros desse gênero.

Bom por hoje é isso espero que tenham gostado! Até a próxima!
Beijos da Laura!




Os Livros:






















quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

O Teorema Katherine - John Green | Resenha

Oi gente, hoje venho com uma resenha, a resenha do livro O Teorema Katherine do autor John Green.
O livro conta a historia de Colin um garoto prodígio que já namorou com 19 garotas todas chamadas Katherine, escrito desse jeito mesmo K-A-T-H-E-R-I-N-E, nada de Kats, Katies, Katties, Cathys e muito menos Catherines. 
Tudo o que Colin queria era ter seu "momento eureca" e ser lembrado por isso. Depois seu ultimo e tragico "pé na bunda", Colin e seu amigo Hassan saem em uma viagem e conhecem Lindsey e Hollis, na cidade de Gutshot. E o resto da historia gira em torno disso e do teorema que Colin tenta criar para prever o futuro dos relacionamentos e coisas do gênero. Colin começa um novo relacionamento e usa o teorema para prever o futuro deste e o teorema acaba falhando e Colin percebe que o futuro é imprevisível.
O livro trás uma leitura mais para adultos e adolescentes, como a maioria dos livros do Green. Mas apesar disso eu gosto muito dos livros do John porque quando você sempre consegue adquirir algum aprendizado. 
E é isso. Espero que tenham gostado! Deixem suas opiniões e dicas nos comentários ou me mande um email. 

Beijos da Laura!

Créditoswww.outrapagina.com



quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Um Lugar Desconhecido Chamado Sonho - Por Laura Dorigo

Assim como varias historias essa também começa com...

Era uma vez, um jovem chamado John, que morava numa pequena cidade dos Estados Unidos e trabalhava em uma pequena empresa que produzia o jornal local, só que John não trabalhava no setor que queria, ele queria trabalhar com a redação do jornal, mas acabou fazendo relatórios sobre os funcionários. Cansado de tanto trabalho, redações e ordens dos seus chefes, ele decide viajar, conhecer outros lugares, procurar um trabalho melhor que envolva a criatividade que ele tem disponível.
Assim, John escolhe viajar para a terra da Rainha, Inglaterra. Prepara suas malas e no dia marcado embarca em seu voo, no meio do voo, John pega no sono e acaba dormindo esse meio tempo o avião cai no meio de uma mata fechada. John sobrevive a queda e descobre que não foi o único que sobreviveu, ele encontra próximo aos destroços um garoto ruivo chorando próximo a uma das vitimas do acidente. John chega perto da criança e começa a conversar com ela para acalma-la, o nome do garoto era Thomas, mas sua família e amigos o chamavam de Tom, ele tinha 7 anos e morava em Tennessee. John pegou na mão do garoto e diz a ele que eles tem que sair dali e se abrigar porque daqui a pouco o sol iria se por. Assim eles começaram a andar e conversar pela densa floresta, quando de repente eles ouvem um barulho de passos rápidos, como se alguém estivesse correndo de algo e esse passos foram aumentando e se aproximando cada vez mais. Então, John e Tom começaram a andar mais rapidamente pensando que fosse algo que estivesse perseguindo eles. De repente eles chegaram a uma grande cachoeira, que parecia tocar o céu. Os passos se aproximavam e não havia mais para onde correr a não ser por uma pequena estrada que levava ao alto da cachoeira, sem saber onde eles chegariam ao seguir aquela estrada. A estrada era estreita e escorregadia e isso tardou a fuga de ambos, um passo em falso e eles cairiam no meio de grandes pedras e se afogariam no rio. De repente os passos atras deles cessaram, assim mesmo eles continuaram subindo pela estreita estrada, quando foram surpreendidos por uma criatura de forma diferente que bloqueava o caminho, a criatura tinha forma humana, porém todo seu corpo era coberto por uma penugem de cor bege e longas asas pretas saiam de suas costas, seu rosto era coberto apenas por uma parte de penas que cobriam apenas o longo nariz pontudo que parecia um bico e sua testa. A estranha criatura começou a encara-los e John decidiu que eles deveriam sair dali o mais rápido possível, mas como? Voltar seria perda de tempo e eles podiam ser atacados pelas costas, para o lado não havia saída a não ser o rio com suas pedras pontudas. Mas de repente surge misteriosamente na mão de John uma espada, John nunca havia usado uma, mas percebeu que se quisesse sobreviver e salvar o pequeno Tom ele teria que aprender de uma vez por todas. Assim pensando, John ergueu a espada e mirou em direção a criatura e correu em direção dela acertando em cheio o seu peito, a criatura soltou um grito de aflição e caiu para o lado em direção ao rio. Assim John e Tom continuaram a correr estrada acima até que alcançaram o topo. No topo da cachoeira eles encontraram algo que fez seus olhos brilharem, um enorme castelo fora construído no topo da cachoeira e atrás dele seguiam-se varias casas que deviam pertencer ao rei daquele castelo. Assim que se aproximaram perceberam que na verdade aquele reino todo estava abandonado e que algo grande havia apavorado os aldeões daquelas terras, mas o que teria causado tanto medo a ponto das pessoas saírem correndo deixando seu reino? Seria a criatura encontrada na subida para o castelo?
Andando pelo reino eles encontram o castelo aberto como se as pessoas que habitassem nele tivessem saído as pressas, eles resolvem passar a noite no castelo. John saiu pelo castelo a procura da cozinha e dos alimentos, enquanto Tom procurava um lugar para eles dormirem. Depois de um bom ensopado de legumes eles sobem ao segundo andar para dormir. Eles se aconchegam em um dos quartos que tinham duas camas.
No meio da noite são acordados por um barulho ensurdecedor, seria a fera que apavorava o reino? John levanta e vai verificar, encontrando então a criatura que ameaçara o reino. Era a coisa mais assustadora que ele já vira, uma criatura alta quase do tamanho do castelo, com os olhos vermelhos e grandes dentes pontudos e todo seu corpo era coberto por pelos marrons. John vê a criatura atacando uma das janelas e percebe que esta era a janela do quarto onde ele e Tom dormiam. John se apavorou totalmente e começou a correr em direção ao quarto quando de repente o chão se abre em um grande buraco e John cai dentro dele...
Mas de repente John acorda dentro do avião com o Tom acordando ele e dizendo;
- Moço a gente chegou!- 
Assim John percebe que tudo aquilo foi um sonho. E tudo começa a mudar na sua vida a partir do momento que ele começa a trabalhar numa editora e publica seu primeiro livro baseado em seu sonho.

Deixe sua opinião sobre a historia!!

Beijos da Laura

Apresentação

Oi oi gente, meu nome é Laura, tenho 13 anos, moro em Campina Grande do Sul.
Resolvi começar esse blog para publicar alguns dos pequenos contos que eu escrevo. Mas não só para isso também postarei resenhas, dicas de leitura, cinema, passeios e outras coisas que ao decorrer do tempo irei adicionando ao blog.
Espero que vocês gostem, espero também que vocês me ajudem com temas para meus contos, coisinhas para postar no blog. Eu vou adorar ler todos os comentários.

Desde já obrigado por acompanhar meu blog!
Beijos, Laura

E essa sou eu... 


Postagem em destaque

Cinco Livros Que me Fizeram Amar Ler - Nem contos, nem resenhas

Oi, como vocês estão hoje? Estão começando a semana com tudo? Espero que sim! No post de hoje, vou falar um pouco sobre leitura, citando ...

Veja a postagem mais vista